18 junho 2018

Sob os olhos do delírio


Oi amores!  💜

O livro de hoje foi de uma leitura difícil para mim. Mexeu com os meus medos.



Título: Sob os olhos do delírio
Autor: Fábio de Andrade
Gênero/ ano: Contos - Horror / 2017
Editora: Independente
Onde encontrar: Amazon
Sinopse:
“O que um senhor solitário assistindo uma garotinha sendo dilacerada por um demônio saltitante, um velho apaixonado e Nikolai, o enfermeiro do hospício Muskov, têm em comum?
Nessa antologia, Fábio de Andrade afoga seus leitores em um mar de agonia enquanto os três infelizes protagonistas só conseguem distinguir a vida da morte enquanto o delírio não tiver consumido por completo seus corpos. Dilemas de desespero, amor e horror são expostos da forma mais simples e poética da palavra, trazendo três situações em que ele deixa na mão do leitor decidir: A tristeza é causa ou consequência?
Deixem que José de Alencar, o enfermeiro Nikolai e o velho marido de Lúcia lhe mostrem o real significado da melancolia em momentos que convergem no sentimento mais antigo e verdadeiro que a raça humana possui: o medo.”

Foi um livro que me tirou da zona de conforto e confesso que quero voltar pra ela rs’. Ler algo que me causa medo não está na minha lista de leituras da vida.
Quando o autor Fábio me procurou no Instagram perguntando se eu me interessaria em ler o livro dele, pelo título eu não iria aceitar, mas quando ele disse que era curtinho decidi me arriscar e para o meu desprazer mexeu com um dos meus maiores medos *risos*.
Fábio escreve bem e se não fosse o meu pavor eu teria terminado o livro em uma hora, mas como ele escreve tão bem eu fiquei com tanto medo que parei a leitura e não dormi à noite com pesadelo kkk
Esse livro me trouxe muitas emoções e sentimentos conflitantes, medo, amor, agonia, desespero, loucura.
No primeiro conto O horrível fim de José de Alencar, temos narrado por ele mesmo, sua morte um tanto quanto horrível, também encontraremos um demônio e “lindas bonequinhas de porcelana” (eu morro de medo de bonecas, principalmente as de porcelana e aquelas que parecem pessoas), então imaginem como foi difícil ler o primeiro conto.
Trouxe-me um estado de terror, medo, eu fiquei paralisada e não queria continuar o livro, quando terminei o primeiro conto fiquei mais de uma semana pra ler o restante do livro e depois descobri que era bobagem minha ficar sem terminar a leitura, pois os outros dois contos foram “agradáveis”.
O segundo conto, Em casa, nos mostra um amor que muitos já devemos ter visto ou ouvido falar, aquele amor que perdura anos e nos faz querer que alguém nos ame tanto assim, mesmo depois de nossa morte. Saudade é algo que vamos sentir nesse conto com um fim inesperado.
O terceiro conto, OBMEN-01, foi o meu preferido, nos faz entrar na mente de uma pessoa e pensar que estamos vivendo uma aventura e no fim ele vem nos surpreendendo.
Até que ponto verdade e realidade andam juntos? Será que a nossa verdade é a nossa realidade? Esse conto nos faz entrar dentro da loucura alheia. Mas quem são os verdadeiros loucos?
Muskov. Sanatório. Nikolai tem o plano perfeito para salvar sua amada. O plano está em ação e não há lugar para falhas. Liberdade, ar puro e fresco é o que ele deseja para ele e seu amor.
Será que esse plano é realmente perfeito? Ele vai conseguir a tão sonhada liberdade?
Vem descobrir e deixar sua opinião.
Beijinhos, Kim.


Nenhum comentário

Postar um comentário

© BLOG MODERNO À MODA ANTIGA- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por